HOME | FALE conosco | TRABALHE CONOSCO | CADASTRE-SE | Indique este SITE | Links | Portal
 
O INSTITUTO
PROGRAMAS
PARCERIA NOTA 10
Fotos do Vero
   
 Notícias sobre educação
 


Aes da Formao do Programa Qualiescola de Lngua Portuguesa, em Teresina - PI




Por Benigna Barretos*


A equipe de professores formadores de Língua Portuguesa do Programa QUALIESCOLA II (programa de formação continuada de professores, desenvolvido pelo Instituto Qualidade no Ensino – IQE), na Secretaria Municipal de Teresina - PI, realizou nos meses de maio e junho de 2011 várias ações direcionadas ao trabalho com a leitura e a produção textual nos anos finais do Ensino Fundamental. Essas ações têm o objetivo de melhorar o desempenho docente em sala de aula, a partir da vivência de momentos significativos de aprendizagem, que possam garantir a qualidade do processo educativo das escolas municipais de Teresina.


Professores da rede municipal de ensino visitam a Academia Piauiense de Letras


Acadêmicos, coordenadora, formadores e professores cursistas do Programa QUALIESCOLA de Língua Portuguesa posam para foto na Academia Piauiense de Letras


A primeira atividade foi a visita à Academia Piauiense de Letras, realizada na manhã de 18 de maio. Por meio dessa ação, os professores cursistas tiveram a oportunidade de conhecer as dependências do prédio, obter informações sobre a origem daquela casa, reconhecer seus membros ao apreciar a galeria de fotos e participar da conferência “O ensino da Literatura Piauiense nas escolas públicas e privadas do Estado”, dirigida pelos acadêmicos Herculano Morais e Ardir Filho. Fundamentado no Artigo 226 da Constituição Estadual, Herculano Morais, criou o projeto “Agncia Literria”, que visa implementar o ensino sistemático da literatura piauiense aos alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e convidou os participantes do encontro, formadores e professores cursistas, a ingressarem na luta em prol da divulgação das obras literárias dos escritores piauienses e da formação de leitores. “Essa visita à Academia foi importantíssima para fortalecemos a ideia de que precisamos apresentar as obras literárias piauienses nas escolas de forma prazerosa. Temos o dever de cultivar o hábito de leitura em nossos alunos, ampliando, assim seu universo cultural de conhecimento”, afirmou a professora da Escola Municipal Professor José Camilo da Silveira Filho, Maria da Paz.


Professores da rede municipal de ensino visitam o jornal piauiense Diário do Povo


Formadores e professores se preparam para conhecer as instalações do jornal Diário do Povo


À tarde, em 18 de maio, os professores cursistas foram visitar a redação e a gráfica do jornal local, Diário do Povo, para compreenderem como ocorre o processo de produção e impressão de notícias. No prédio, foram recebidos pelo editor-chefe do veículo de comunicação, Orlando Oliveira, que acompanhou o grupo na visita, explicando como acontece a produo do jornal. Mostrou a sala de redação, apresentou os jornalistas, explicou como funcionam as máquinas de impressão e, finalmente, conduziu os formadores e professores cursistas ao setor de arquivo, onde mostrou alguns livros de registros antigos e contou a história do Jornal aos visitantes. “É fundamental essa visita ao Dirio do Povo para entendermos melhor o processo de elaboração desse meio de comunicação. Estamos trabalhando em sala de aula o gênero textual notícia, e compreender como ocorre sua produção nos ajuda a pensar em formas interessantes de ensinar esse gênero”, disse a professora Francisca Medeiros, da Escola Municipal São Sebastião.


Oficina: O cordel na sala de aula


Professores da rede municipal de Teresina participam de oficina do Programa Qualiescola sobre o ensino do cordel


Outra ação da formação de Língua Portuguesa foi a oficina de Cordel, realizada em 1º de junho de 2011 com 33 professores da rede municipal de Teresina, quando as formadoras Maria Betânea, Shenna Luíssa, Socorro de Paula, Solange Campelo e Vilma Sampaio analisaram, a partir de uma sequência didática, elaborada pela equipe de especialistas do Instituto Qualidade no Ensino (IQE), a organização composicional/gráfica, as marcas linguísticas e enunciativas desse gênero textual.


Para incentivar a participação dos professores, a equipe de formação fez a ambientação da sala de aula com a exposição de cordéis num varal de corda, a decoração com objetos rústicos e típicos do sertão nordestino (gamelas- tigelas de madeira-, tamborete – banco de madeira e couro, toalhas estampadas etc.), gravou CDs com o conteúdo da oficina (slides, clips, cordéis, músicas) para sortear entre os participantes do encontro. De forma criativa e dinâmica a coordenadora Benigna Barretos e as formadoras abordaram as características do Cordel. “A cada encontro a equipe de formação do IQE de Língua Portuguesa nos surpreende com sugestões práticas e viáveis. Eu vou realizar as ideias apresentadas aqui quando estiver trabalhando esse gênero com meus alunos”, comentou a professora Maria Betânia, da Escola Municipal Mocambinho.



Professores de Língua Portuguesa apreciam a galeria de fotos dos acadêmicos



Professores observam como é feita a impressão do jornal



Professores conhecem o arquivo do jornal



Professores leem cordéis em oficina do programa Qualiescola


Texto e fotos: professora Benigna Barretos, coordenadora do Programa Qualiescola – Língua Portuguesa (programa de formação continuada de professores, desenvolvido pelo Instituto Qualidade no Ensino – IQE) na SEMEC-TERESINA-PI.